Ciúmes de você

Por Revista Crescer

“Desde a chegada do irmão, minha filha chora por tudo e faz birra. Já tentamos conversar com  ela sobre o assunto, mas não adiantou. O que  eu faço?”

JULIANA TORQUATO, MÃE DE CLARA, 3 ANOS,E LUCCA, 1

Fotos: Arquivo Pessoal e Reprodução

PALAVRA DA ESPECIALISTA

Viva a harmonia da casa

Com a chegada de um irmão, é esperado que o filho mais velho tenha ciúmes por não ser mais o centro das atenções. Portanto, é natural que sua filha verbalizou demonstre isso de alguma forma. Nesse momento, o papel do pai é acolher a primogênita, enquanto você dedica mais tempo ao menor, muito em função da amamentação. Perde-se por um lado, mas ganha-se por outro: a pequena terá mais autonomia e tempo com outros membros da família, por exemplo.

Além disso, os pais precisam entender que amor e ódio são faces da mesma moeda, e mesmo que haja momentos de muita raiva, logo haverá os de grande carinho. Comparações e ciúmes existirão pelo resto da vida. O importante é demonstrar afeto e tentar administrar os conflitos sempre com diálogos positivos como, por exemplo, dizer que ela será sempre a mais velha e terá um irmão para quem ensinará muitas coisas. Também não esqueça de incluí-la nas tarefas da casa e nos cuidados com o bebê, para que se sinta importante e fazendo parte de todo o processo. Os pais não devem se culpar ou amenizar a experiência, que é natural, nem bajular a criança para evitar que sinta ciúmes. Uma postura livre de culpa e cheia de empatia fará com que sua filha se adapte rápido à nova configuração familiar.

VERA ZIMMERMANN, PSICANALISTA E ESPECIALISTA EM TERAPÊUTICAS DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA (SP)

https://revistacrescer.globo.com | Seção: #SOLUÇÕES – ACONTECEU COMIGO

Deixe um comentário

logo_verabzimmermann_footer

Dra. Vera Blondina Zimmermann
Dra. em Psicologia Clínica - PUC-SP, Professora afiliada do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo, Coordenadora do Núcleo Bebês com Sinais de Risco em Saúde Mental no mesmo departamento. Membro do Departamento de Psicanálise do Instituto SEDES SAPIENTIAE onde coordena o curso Clínica Interdisciplinar da Primeira infância.

ArtyWeb Designer© {2020}. Todos os direitos reservados.